Home
- A Influência dos Aromas (Fabian Laszlo) PDF Imprimir E-mail

INFLUÊNCIA DOS ÓLEOS ESSENCIAIS

Você sabia que em menos de um segundo somos capazes de detectar inúmeras substâncias presentes no ar, em concentrações tão baixas que nenhuma máquina construída pelo homem detectaria?

Em 2004 dois cientistas, Richard Axel e Linda B. Buck ganharam o Prêmio Nobel de Medicina por terem descoberto uma família de genes (cerca de 1.000 genes ou 3% do genoma) intrinsecamente relacionados à nossa capacidade olfativa. A memória olfativa é, comprovadamente, a maior memória que o ser humano possui!

Aromacologia é um termo criado para descrever o conceito desenvolvido para o estudo das inter-relações entre a psicologia e tecnologia de fragrâncias, ou seja, como utilizar fragrâncias para causar respostas emocionais e comportamentais nas pessoas.

Através do cheiro, abrimos porta de acesso a uma área do cérebro chamada de sistema límbico, de onde provém as nossas emoções. É conhecido há muitos anos pela aromaterapia que os cheiros interferem no comportamento humano e na sua expressão emocional. Existem aromas que reduzem o nível de estresse por uma interferência direta na produção de hormônios da hipófise no cérebro, enquanto outros nos levam a um contato mais direto com as  nossas memórias guardadas, trazendo sensações muito positivas ou negativas à tona quando inalados.

Além disso, os aromas também podem ser empregados como um reforço para o marketing de uma loja, academia, locadora, consultório, enfim, uma marca ou produto. Os fatores determinantes das escolhas dos indivíduos estão baseados em emoções e sentimentos. O cheiro portanto tem um papel importante na avaliação de uma marca, de uma loja, consultório, academia, ou ponto de venda, já que ele toca de maneira direta e profunda a área do cérebroque coordena a expressão emocional, o sistema límbico .

Por Fabian Laszlo (www.laszlo.ind.br)

Algumas dicas:

Abeto - De agradável aroma que lembra florestas e natal. Possui efeito equilibrador das glândulas supra-renais e freiador de hormônios de stress.

Alecrim da horta Qt cânfora - Maior teor em cânfora. Útil em  problemas de concentração, falta de memória.

Benjoim - Muito indicado em casos de stress, tensão, nervosismo e como afrodisíaco.

Cipreste - Melhora a concentração e facilita o desapego, facilita a concentração no estudo, ajuda no medo da morte, combate o stress.

Eucalipto glóbulos - Em dificuldades de expressão, desconexão com o mundo.

Funcho -  Auxilia na digestão das coisas da vida, naqueles momentos em que ela parece ser difícil e dura.

Gerânio - Em problemas de carência afetiva, medo, problemas de depressão, falta de ânimo e entusiasmo.

Hortelã - Atua "clareando", "abrindo" a mente.

Jasmim - Em problemas de depressão, ansiedade, como equilibrante da hipófise e como afrodisíaco. Facilita o relaxamento e a meditação. Facilita mudanças e a transformação pessoal.

Laranja - Falta de alegria e entusiasmo pela vida, em casos de depressão, como um calmante suave que estimula a alegria.

Lavanda - Um óleo que atua acalmando a agitação, útil em problemas de insônia e histerismo. Empregado em stress, proporciona a sensação de liberdade e paz. Calmante.

Lótus - Aroma relaxante, espiritual e meditativo. De poder anti-depressivo, interiorizante e anti-stress.

Mandarina - Aroma da infância, alegre, juvenil. Para pessoas sem alegria pela vida, desestimuladas, depressivas e ansiosas. Ótima opção para depressão.

Manjerona - Na agitação, stress, ansiedade, irritabilidade e desgaste nervoso. Para indivíduos tímidos e ansiosos, pois auxilia na verbalização e expressão.

Mirra - Auxilia na meditação e introspecção. Interiorizante.

Nardo - Almiscarado, estimulante da libido e das gônadas (frigidez e impotencia), calmante do SNC.

Néroli - Um poderoso calmante, empregado em casos de fobia, síndrome do pânico, estados maníaco-depressivos, histerismo e agitação, insônia, irritabilidade, ansiedade, TPM, etc. Desenvolve a alegria e o entusiasmo pela vida, útil em casos de medo, choques emocionais e pensamentos do passado presos.

Noz moscada - Em caso de depressão e desânimo. Facilita a meditação e introspecção.

Olíbano - Facilita a introspecção e meditação. Útil em depressão, ansiedade. Facilita nosso contato com nosso lado espiritual mais elevado.

Pachouli - Fortalece o idealismo e a auto-estima, assim como auxilia aqueles que têm dificuldade em tomar decisões e que não acreditam em si mesmos. Tido também como um afrodisíaco (estimulante).

Pau rosa - Empregado como calmante suave, em estados de histeria e agitação. Também considerado útil no tratamento da depressão e insônia.

Petitgrain (folha de laranja amarga) - Útil em casos de stress, desgaste do sistema nervoso e depressão. Atua liberando sentimentos contidos e reprimidos.

Pinheiro silvestre - Estimula a liberação de cortisona pelas adrenais e reduz hormônios de stress. Anti-stress, diminui a ansiedade e relaxa. Cheiro de florestas.


Sândalo - Facilita a meditação e introspecção. Desenvolve a paciência e o altruísmo.

Tangerina - As tangerinas são aromas alegres, anti-depressivos e estimulantes. Agem equilibrando também estados de ansiedade e medo.

Vetiver - Na dificuldade em lidar com a parte material, para pessoas descentradas e dispersas. Afrodisíaco.

Wintergreen - Para pessoas tensas, inquietas.

Xantoxilum - É sedativo e calmante do sistema nervoso. Auxilia na lembrança do passado. Seu aroma lembra antigos templos ou bibliotecas, bom para regressão.

Ylang ylang - De propriedades sedativas, calmantes e úteis contra ansiedade e insônia. Possui um aroma muito sensual, útil em caso de repressão sexual, frigidez, dificuldade na entrega, problemas de relacionamento com as pessoas.

 

A idéia do emprego de aromas dentro de empresas também já é uma realidade. O objetivo principal têm sido de aumentar a motivação de funcionários em ambientes de trabalho, reduzir o nível de estresse ou tornar as pessoas mais comprometidas com seu serviço.

LOCAL DE VENDA

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS ARTIGOS

 

 

 

 

 
Ágape Sistemas© 1999-2009. Soluções em Internet e Software Livre.